Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deixem o Indie em Paz

Clube dos Clássicos Vivos - Moby Dick #2

Terminei Moby Dick no sábado e demorei algum tempo até poder dar-lhe uma pontuação. Gostei muito do início (a minha parte preferida) e do fim do livro (em parte), mas achei que havia demasiada informação relativa à caça da baleia e às actividades que se seguiam. É um livro muito completo, mas acaba por se tornar maçador, daí nunca ter ponderado dar-lhe pontuação máxima.

No início do livro, o narrador, para além da sua função óbvia, toma também parte na acção. No entanto, à medida que se avança no livro, este apenas relata o que acontece e descreve exaustivamente as partes que referi anteriormente. Julguei que este tivesse uma função mais importante (para além da função de narrador, claro) e isso desiludiu-me. Acabei por gostar mais do capitão Ahab, quando no início apostava no Ismael. Gostava de dar uma melhor pontuação, mas não consegui ir além das três estrelas. Ainda assim, não me arrependo nada de ter lido este clássico.

 

Clube dos Clássicos Vivos - Moby Dick #1

mobydick.jpg

 

Moby Dick era um dos clássicos que mais me intimidava (a par de Guerra e Paz e Os Irmãos Karamázov, por exemplo), pelo que fui adiando a sua leitura, apesar de já ter o livro há cerca de um ou dois anos.

Com o Clube dos Clássicos Vivos lá ganhei coragem para lhe pegar e, agora, passadas mais de 250 páginas, já posso dizer que não é um bicho papão. Lê-se muito bem, já desconfiava que houvesse algumas partes mais densas (que às vezes se podem tornar chatas porque diminuem o ritmo de leitura), já que é um livro muito completo, mas no geral vai muito bem, ainda bem que o estou a ler.

 

Maratona Gelo e Fogo #10

Consegui despachar os dois livros da Maratona Gelo e Fogo do mês de Agosto e agora estou livre para a leitura do Clube dos Clássicos Vivos, Moby Dick. Tenho de o ler até ao final de Agosto.

Quanto ao sétimo e oitavo livros das Crónicas de Gelo e Fogo, posso adiantar que a sua leitura não começou da melhor forma (cerca de metade do sétimo livro), mas acabou muito bem. O início foi um bocado aborrecido, nestes dois volumes só aparecem alguns dos personagens (os restantes aparecem no nono e décimo livros), há coisas que não acontecem de todo na série televisiva. Lá para o final do sétimo livro fui ficando mais animada e a leitura do oitavo correu muito melhor. O facto de haver coisas muito díspares da série faz alguma confusão, mas por outro lado é muito interessante de ler, a história é mais elaborada e complexa (o que é perfeitamente normal nos livros) e tal permite-nos conhecer duas histórias que se complementam e que a partir de certo ponto seguem rumos diferentes. Estou muito ansiosa por ler os dois últimos volumes em Setembro. Ainda tenho é de os ir comprar.

 

Leituras para Agosto

IMG_0677 (1).JPG

 

Para o mês de Agosto tenho estes três livros para ler, o que não vai ser tarefa fácil, já que não tenho nem um dia de férias. Já comecei o sétimo volume das Crónicas de Gelo e Fogo, mas tem andado muito, muito devagar.

Ainda não decidi se vou ler os livros da Maratona Gelo e Fogo ao mesmo tempo que leio Moby Dick ou se espero por terminá-los e aí lançar-me ao clássico de Melville. Estou com algum de receio de terminar o sétimo e oitavo volumes lá para o final do mês e já não ter tempo de ir às 600 páginas de Moby Dick.

 

Banda sonora para a leitura conjunta do mês de Agosto do Clube dos Clássicos Vivos

2014-08-14 12.23.04 1.jpg

  

Claro que só comecei a ouvir Mastodon devido às influências musicais do meu namorado (o Leviatan já há algum tempo e, mais recentemente, também o Blood Mountain, já que ambos os vinis moram lá em casa e até gosto particularmente de os ver - as capas são lindas - e ouvir).

Dizem os críticos que este álbum se trata de uma interpretação moderna e poderosa de Moby Dick, de Herman Melville. As pontuações e críticas do mesmo são magníficas. Eu, que não sou a maior apreciadora do género musical, acho que este álbum é uma obra-prima, carregado de um misticismo ímpar. Acho que depois de ler o livro ainda vou ficar a gostar mais do álbum.

Aqui podem ouvir a Seabeast (uma das minhas preferidas) e, se não ficarem com dores de cabeça nem com vontade de puxar os cabelos (os corajosos, portanto), podem ouvir o álbum todo, aqui.