Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deixem o Indie em Paz

Jurassic World

Jurassic-World-poster-Mosasaurus.jpg

 

No domingo fomos ao cinema ver o Jurassic World. Ia praticamente sem expectativas, a imaginar que o filme não ia ser nada de especial, mas, ainda assim, a querer muito vê-lo. O facto de entrar o Chris Pratt não tem nada a ver com esta vontade. Rigorosamente nada.

Já estava esquecida de que a música de abertura é uma das melhores de todos os tempos. Voltei a ficar com os olhos carregados de emoção, nem que seja por isso, já valeu muito a pena ver este filme.

O filme está engraçado, com as peripécias a que já estamos habituados, muita gente comida e desfeita por dinossauros, os clichés do costume, mas no final acaba por ficar tudo mais ou menos bem (lá estão os clichés) e voltamos a ficar com a lágrima no canto do olho, ou não. Para quem é fã do género vale muito a pena, os efeitos especiais estão muito bons (embora não tenha visto em 3D). Apanhei uns valentes sustos, mas isso sou eu que me assusto com facilidade.

 

Mad Max: Fury Road

madmax.jpg

 

Na semana passada fui ao @Cinema ver o filme Mad Max: Fury Road. Nunca tinha visto nenhum Mad Max e fiquei surpreendida pela positiva.

Este é, provavelmente, um dos filmes com mais acção e menos diálogos que já vi na vida, portanto, para quem não é grande apreciador do género, este não é de certeza o tipo de filme que quererão ir ao cinema ver. Para quem gosta, vão vê-lo ao cinema, por favor, é espectacular. Praticamente não tem momentos mortos, está cheio de explosões, mas não se vê muito sangue, a Charlize Theron está magnífica como Imperatriz Furiosa, é ela a personagem principal e não Max, ao contrário do que seria de esperar. Não posso adiantar muito mais sobre o filme sem dizer demasiado.

Fiquei com pena de estar tão cansada no dia em que o fui ver e de os óculos 3D me darem tanto sono e magoarem-me o nariz, porque tenho a certeza que teria gostado ainda mais do filme. Este fim-de-semana, fiquei com vontade de vê-lo outra vez.

 

@Cinema

Há coisa de uma semana ou duas, o meu namorado falou-me no @Cinema. Trata-se de um espaço localizado no Saldanha Residence que possui a melhor tecnologia de som e imagem do país e cujos bilhetes custam quatro euros, todos os dias da semana, quer seja um filme 2D ou 3D, espectacular não é? Segundo soube o preço das pipocas e das bebidas também é bastante atractivo.

Não estou sempre por dentro do assunto no que diz respeito a novas tecnologias, mas vou absorvendo com interesse quando as pessoas que me rodeiam falam sobre isso, por isso fiquei particularmente interessada em lá ir quando soube que este cinema dispõe de tecnologia de imagem e som muito superior à das salas de cinema a que normalmente vamos. Nomeadamente, projectores 4K HFR e um sistema de som Dolby® Atmos, o primeiro do país. Isto pode parecer chinês mas se investigarem um bocadinho vão ficar maravilhados, basicamente, são projectores com uma qualidade de imagem muito superior à que estamos habituados e um sistema de som que, segundo me foi explicado de forma muito simples, consiste em muitas colunas espalhadas pela sala em que cada uma delas emite um certo tipo de som, por exemplo, uma emite o barulho da chuva, outra o barulho de um trovão, outra o crepitar de lenha numa lareira, etc. (peço desculpa por qualquer imprecisão, tá?).

Neste momento, no @Cinema está em cartaz o Mad Max: Fury Road, que tem uma pontuação brutal no IMDB e no Metascore, e quase de certezinha que vou dar lá um pulo para o ver. Atenção que este não é um post publicitário, é mesmo uma partilha de informação útil e valiosa, espero.

 

madmax.jpg