Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deixem o Indie em Paz

Se (tivesse muito dinheiro e) passasse na Feira do Livro de Lisboa hoje #4

Seriam estes:

 

Quarta

A Espuma dos Dias*
Boris Vian
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 16,00€ / PVP Feira: 12,00€ / PVP Dia: 9,00€

 

O Monte dos Vendavais
Emily Bronte
EDITORIAL PRESENÇA
PVP: 16,15€ / PVP Feira: 11,35€ / PVP Dia: 9,65€

 

Orgulho e Preconceito
Jane Austen
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 17,00€ / PVP Feira: 13,00€ / PVP Dia: 10,00€

 

Os Poemas*
Gastão Cruz
ASSÍRIO & ALVIM
PVP: 28,00€ / PVP Feira: 22,40€ / PVP Dia: 14,00€

 

Quinta

A Descoberta do Mundo
Clarice Lispector
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 25,00€ / PVP Feira: 20,00€ / PVP Dia: 15,00€

 

A Um Deus Desconhecido
John Steinbeck
SEXTANTE EDITORA / LIVROS DO BRASIL
PVP: 13,30€ / PVP Feira: 10,64€ / PVP Dia: 6,65€

 

Contos*
Oscar Wilde
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 12,12€ / PVP Feira: 9,00€ / PVP Dia: 7,00€

 

Correios
Charles Bukowski
ANTÍGONA
PVP: 16,00€ / PVP Feira: 12,80€ / PVP Dia: 8,00€

 

O Jogador*
Fiódor Dostoievski
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 14,13€ / PVP Feira: 11,00€ / PVP Dia: 8,00€

 

O Vermelho e o Negro*
Stendhal
RELÓGIO D’ ÁGUA EDITORES
PVP: 24,23€ / PVP Feira: 19,00€ / PVP Dia: 14,00€

 

Rumor Branco
Almeida Faria
ASSÍRIO & ALVIM
PVP: 12,90€ / PVP Feira: 10,32€ / PVP Dia: 6,45€

 

Todos os Poemas*
Ruy Belo
ASSÍRIO & ALVIM
PVP: 48,00€ / PVP Feira: 38,40€ / PVP Dia: 24,00€

 

* estes já tenho, mas fica a sugestão.

Feira do Livro de Lisboa 2015 #1

Este fim-de-semana fiz uma visita (a primeira) relâmpago à Feira do Livro. Estava muita gente e muito calor. Eu estava cansada, mas havia livros que queria mesmo comprar no domingo, além disso tinha de ir buscar uns que me tinham feito o favor de comprar no sábado. Não percorri nem metade do recinto, não comi nada, fui cirurgicamente aos pavilhões e stands em que queria MESMO comprar e em menos de uma hora despachei a coisa. Foi o suficiente para trazer isto tudo para casa.

 

(null).jpg

 

Durante esta semana quero voltar a lá ir, provavelmente amanhã ao fim do dia, para ver tudo com calma, sem empurrões, nem milhares de pessoas à frente das bancas a tapar a visão, sem esperar muito para pagar e, mais importante que tudo, para aproveitar a Hora H (neste caso, o mais provável é esperar muito para pagar, mas não importa), que já fiquei com alguns debaixo de olho. No próximo fim-de-semana não vou estar em Lisboa, por isso quero deixar as compras todas feitas. Na última semana da Feira, resta-me não meter lá os pés. A carteira agradece.