Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Deixem o Indie em Paz

Resumo do fim-de-semana

Depois de ter visto quatro filmes este fim-de-semana, antes do início da cerimónia dos Óscares, que não assisti mas que deixei a gravar e espero ver em breve, há que voltar ao mundo dos livros, já que o Mataram a Cotovia ficou em modo pausa, mas quero muito voltar a pegar-lhe.

Apesar de não ter lido, consegui a proeza de comprar três livros neste fim-de-semana e ainda deixei outro encomendado. Não pares de comprar livros, não, Madalena, que qualquer dia morres e ainda não leste nem meia estante.

 

Road to the Oscars #7: Sniper Americano

americansniper1.jpg

 

Ora bem, a vontade de ver este filme não era muita, já que não sou particularmente fã deste género de filmes. Apesar disso, não desgostei de todo, há algumas partes interessantes e intensas neste filme que não nos deixam indiferentes. Gostei mais da segunda metade do filme, a primeira achei deveras aborrecida e quase me fez desistir.

A obsessão de Chris pela protecção da pátria (e o seu amor por ela) mais do que qualquer coisa no mundo, inclusive a família, é algo que tenho sempre alguma dificuldade em aceitar. Isto distanciou-me um pouco do filme, principalmente no início (aconteceu-me o mesmo com o Whiplash), no entanto, é-nos dada também a imagem de um Chris Kyle com um lado humano, por exemplo, quando espera que o miúdo largue a arma para não o ter de matar, ou quando regressa aos Estados Unidos e se nota que ainda vive no Iraque, apesar de estar sentado no sofá da sua sala. A interpretação de Bradley Cooper é muito boa e mereceu sem dúvida a nomeação para o óscar de melhor actor. O final do filme é abrupto e triste, e as imagens finais (reais) são arrepiantes.