Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deixem o Indie em Paz

Votar antecipadamente? Pois, não vai dar.

Estou recenseada nos Açores, mas estou actualmente a trabalhar em Portugal Continental. Gostava de algum dia mudar a minha morada para Portugal Continental, mas ainda não o fiz. Acho que não tenho de dar justificações para tal, mas até posso dar: já vivi em quatro sítios diferentes desde que vim morar para Lisboa, pelo que a mudança de recenseamento terá de ser uma coisa bem pensada (nem vou falar do processo burocrático que isso acarreta).

Existe a (ridícula) hipótese de votar antecipadamente (ver aqui). A votação antecipada, segundo o link, foi entre 24 e 29 de Setembro. Ora, porque raio haverei eu de votar antes das outras pessoas? Porque não posso ter direito de pensar na minha decisão durante mais cinco dias? E se algum acontecimento nos últimos três dias de campanha me fizer arrepender da minha decisão?

Ignorando o facto de se ter de votar antes do dia (que pode não ser assim tão escandaloso para todos), vamos ao mais engraçado. Entre os dias 24 e 29 de Setembro, teria de me apresentar na Câmara Municipal do Município em cuja área esteja recenseada. Portanto, a alternativa a deslocar-me 1600 km na data das eleições consiste em descolar-me 1600 km uns dias antes. 

Tudo isto é, simplesmente, ridículo. Deveria ser possível votar em qualquer local de voto (ou através de outra plataforma qualquer) e eu gostava muito de saber porque é que ainda não se pensou nisso, ou melhor, porque é que ainda não se fez nada. E isto é válido para quem tem de fazer, como eu, 1600 km (na verdade são 3200 km ida e volta), para quem tenha de fazer mais de 100 km ou, sei lá, até para qualquer pessoa. "Electronizem" a coisa, com impressões digitais ou o diabo a sete.

 

8 comentários

Comentar post