Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Deixem o Indie em Paz

Vim Porque me Pagavam

vimporquemepagavam.jpg

 

Desta autora já havia lido Como Uma Flor de Plástico Na Montra de Um Talho. Recordo-me de, na altura, não ter ficado absolutamente maravilhada, mas de ter gostado bastante. Na semana passada foi a vez deste Vim Porque me Pagavam e acho que a minha reacção foi diferente.

Senti-me dentro dos seus poemas (em quase todos, e por não ter sido em todos é que não chegou às cinco estrelas), dei por mim a sorrir no final de muitos deles e a ansiar pelas próximas páginas. Lê-se muito rapidamente, havendo ainda tempo de sobra para reler algumas linhas ou poemas na íntegra. Fiquei com vontade de reler Como Uma Flor de Plástico Na Montra de Um Talho para efectivamente perceber se agora gostarei mais dele.

Obrigada ao senhor lá de casa que tanta insistência fez para o ler. Diz ele que gostou muito mais da Flor de Plástico (ao contrário de mim, para já), mas fiquem sabendo que este que li agora tem melhor pontuação.