Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Deixem o Indie em Paz

O Rebate

orebate.jpg

 

Que sofrimento. Que tortura. Que confusão.

Não sou de deixar livros a meio e, como este tinha cerca de 150 páginas, acabei por lê-lo todo, mas a muito custo. A vontade de desistir foi mais que muita. Desde o início da sua leitura, nunca percebi muito bem quem estava a falar nos diálogos, nem sobre quê ou quem. A escrita de Rentes de Carvalho (neste livro, pelo menos) não me cativou, não me senti nada entusiasmada durante a sua leitura, queria apenas acabar e pronto.

Li-o como que em modo automático a partir da página 50 até ao final. Compreendi o fio principal da história, mas tudo o que se passou à volta, a ligação entre as personagens, o que era dito e o que lhes foi acontecendo foi deveras confuso.

Não quero desistir de Rentes de Carvalho, mas durante algum tempo não vou conseguir voltar a pegar noutro livro seu.

 

2 comentários

Comentar post